JARAQUI

Nome popular: Jaraqui
Nome científico: Semaprochilodus theraponura
Família: Caracídeos
Origem:
Amazônia
Alimentação:
pulgas-d´água, alface crua, espinafre cozido e batido, tubifex em pedaços e artemia salina
PH da água: 7.2
Iluminação: 10  horas diárias
Temperatura da água: entre 22º  a  26º
Tamanho: entre 15 a 20 cm
Índole:
pacífico
Descrição: O Jaraqui, é um peixe bastante valorizado no exterior, é exigente e também muito sensível, ao transporta-lo da loja para o aquário, ele normalmente sobre um stress, o ideal é que seja mantido em isolamento, ofereça uma farta alimentação de boa qualidade, passado o stress, podemos coloca-lo em um aquário comunitário, ai é só tomar os cuidados necessários com relação a água e temperatura. Este peixe precisa de bastante espaço, o ideal é mantê-lo em um aquário de 120 litros mais ou menos. Os indivíduos que irão conviver com ele não devem ser de pequenos porte, os parceiros ideais devem ser por exemplo, o Cruzeiro-do-sul e peixes da família ciclídeos e ciprinídeos. Devemos evitar que o mesmo se alimente de detritos depositados no fundo do aquário, para isto é bom sifonar o aquário semanalmente, além de providenciar um bom sistema de filtragem. Este peixe pode atingir na maturidade 35 cm, porém em cativeiro atinge em média 15 cm de comprimento.
Reprodução: Não existe nenhum relato, pelo menos que eu saiba,  sobre a reprodução do Jaraqui em cativeiro. Segundo consta, os peixes que desovam na piracema, precisam do estímulo da correnteza para que ocorra a desova, e o Jaraqui é um deles

Brasil brasilidade busca coleções curiosidades dicionários
diversão Felipe folclore leis mensagens miscelânea